Você tem tomado veneno espiritual sem querer?

0
2345

Muitos anos atrás, quando ainda estava na faculdade, uma amiga adoeceu gravemente. Começou a perder cabelo, sentir-se mal diariamente e tinha crises de tontura ao ponto de desmaiar no meio da rua. Devido a isso, foi procurar um médico, que pediu a ela que fizesse uma série de exames.

Quando o diagnóstico chegou, uma surpresa: Ela estava com quadro de desidratação e intoxicação. Mas o mais surpreendente era o motivo: Ela não gostava de beber água. Ao invés disso, tomava diariamente cerca de dois litros de coca-cola.

É claro que ninguém fica doente com um copo de refrigerante aqui e ali. Porém, como ela tomava todos os dias e em grande quantidade, adoeceu. Seu corpo se tornou um reflexo do alimento que ela obtinha.

Isso também acontece com nossas almas. Sua alma é reflexo do alimento espiritual que você consome, da mesma maneira que seu corpo é reflexo do seu alimento físico.

Infelizmente, vivemos numa época em que o discurso do ódio, da arrogância e da vaidade estão em moda. E muita gente se alimenta disso diariamente. Basta ver a quantidade de seguidores que alguém obtém ao produzir textos e vídeos atacando a fé, ou até mesmo a pessoa, do outro.

O ódio e a revolta diante da injustiça e do mal é útil, pois é o que nos estimula a lutar contra a injustiça:

“Odeiem o mal, vocês que amam o ETERNO, pois ele protege a vida dos seus fiéis e os livra das mãos dos ímpios.” (Salmos 97:10)

Mas se você tem sido exposto a isso o tempo todo, tenha muita cautela, pois as Escrituras também dizem:

“Temer ao ETERNO é odiar o mal; odeio o orgulho e a arrogância, o mau comportamento e a fala perversa.” (Provérbios 8:13)

O discurso do ódio é a forma mais fácil de alguém ficar famoso nos dias atuais. Mas, o preço disso é envenenar a alma daqueles que ouvem.

Da mesma forma que minha amiga não percebeu os malefícios do excesso de refrigerante, até que começaram os sintomas, assim também você pode não perceber o quanto o estímulo ao ódio pode te causar mal. Até que seja tarde e o preço seja alto.

Normalmente, a diferença entre o veneno e o remédio pode estar na dosagem.

Um copo de refrigerante numa festa pode ser gostoso. Mas tomar em elevadas doses diárias pode até matar. Da mesma maneira, se a sua vida espiritual é constantemente exposta ao ódio, à raiva e à agressão, não levará muito tempo até que ela seja totalmente destruída.

Procure, portanto, alimentar-se do amor, da brandura, da mansidão, e do conhecimento do Eterno. A vida já tem adversidades demais, não precisamos de mais problemas.

Todos nós somos imperfeitos. Amar o próximo e exibir misericórdia e retidão não é coisa trivial de se fazer. Perdoar é doloroso. Exibir misericórdia é difícil. E andar em retidão é delicado, quando a transgressão pode nos trazer vantagens pessoais. E, nesses momentos, precisamos da vitamina da boa palavra, para nos apoiar, amparar, guiar e até consolar.

Lembre-se do conselho bíblico: “O ódio provoca brigas, mas o amor cobre todos os pecados.” (Provérbios 10:12)