Lidando com a Tribulação – Parte 2

0
1586
tribulação
Atordoado por tanta tribulação?

Há momentos em que a tribulação pode nos fazer sentir como o salmista: “A minha vista desmaia por causa da aflição. Senhor, tenho clamado a ti todo o dia, tenho estendido para ti as minhas mãos.” (Sl. 88:9)

Mesmo quando olhamos para tudo aquilo que está no nosso controle, pode ser que tenhamos a sensação de estarmos afogados em problemas. E, diante de tanta coisa, nos sentimos perdidos e sem condições de agir.

No último artigo, falamos sobre a importância de separar o que realmente está no nosso controle e o que não está. Este artigo falará sobre outro ponto importante quando lidamos com a questão da tribulação: Dar um passo de cada vez.

Certo dia, meu pai procurou meu avô e disse: Tenho mais problemas do que consigo dar conta. O que devo fazer? Muito sábio, meu avô respondeu: Resolva um de cada vez. O que você pode resolver hoje?

As Escrituras dizem:

“Os passos do homem são dirigidos pelo ETERNO. Como poderia alguém discernir o seu próprio caminho?” (Pv. 20:24)

Nós temos a tendência a nos perder no caminho porque tentamos olhar para o todo, ao invés de nos focar em um passo de cada vez.

Confiemos que o Eterno dirige todos os passos na direção certa, e que Ele cuidará do nosso caminho. A nós, importa nos ocupar do passo que estiver adiante de nós naquele momento.

Um Roteiro para Ajudar
Para ajudar você a fazer isso, segue um roteiro que pode ajudar. Você pode fazê-lo por escrito, ou mentalmente, como preferir:

1) Faça uma lista dos problemas que você precisa resolver, e que estão em seu alcance. Anote TUDO que te incomoda, ou que está martelando em sua cabeça.
2) Divida os problemas em etapas. Por exemplo, se é cuidar de um vazamento: verificar orçamento, ligar para encanador, etc.
3) Agrupe as etapas dos problemas em colunas. Uma coluna para cada problema;
4) Na primeira linha, classifique a urgência: mais urgente, urgente, médio, pouco urgente e nada urgente.
5) Na segunda linha, classifique o esforço: muito grande, grande, médio, pequeno e muito pequeno.
6) Na terceira linha, coloque quanto tempo aquela etapa leva para ser feita, em horas ou dias.
7) Na quarta linha, coloque quando você pode começar cada etapa. Se ela depende de outra ou não.
Ex: “Agora”, “Após a etapa 2”, “em 1 semana”,e tc.

Agora olhe para esse quadro, e decida: O que você pode começar a fazer imediatamente? Levando em consideração o grau de urgência, comece sempre pelos mais simples de serem resolvidos que você pode fazer imediatamente. De preferência, os mais rápidos de serem resolvidos.

Terminado esse passo, olhe novamente para a lista e tente resolver o problema seguinte.

E se ainda assim a etapa de algum problema parecer difícil demais, quebre-a em sub-etapas e procure fazer o que for possível. Sempre com foco no presente.

No Dia-a-Dia
Ao começo de cada dia recite esta passagem:  “Eu me deitei e dormi; acordei, porque o ETERNO me sustentou.” (Sl. 3:5)

Olhe novamente para a lista e tente focar num só. E quanto aos outros, faça a seguinte oração:

Eterno, Senhor de todas as coisas, o que consigo fazer neste momento é focar nesta etapa X do problema Y. As demais coisas, entrego em tuas mãos e peço que Tu cuides de cada etapa, até que eu tenha condições de realizá-las todas. Bendito sejas Tu, Eterno, que cuidas dos caminhos dos homens. Amém!