Como testemunhar sobre o Monoteísmo? – Parte II

0
979

No primeiro artigo (clique aqui para lê-lo) falamos sobre a importância das ações, que devem estar acima de qualquer palavra.

Mas há um outro aspecto a respeito do testemunho que também precisa ser entendido. Observe mais essa passagem do texto de Isaías sobre como Israel deveria dar o exemplo:

“Quem é cego senão o meu servo e surdo senão o mensageiro que enviei? Quem é cego como aquele Que é consagrado a mim, cego como o servo do ETERNO? Você viu muitas coisas, mas não deu qualquer atenção; seus ouvidos estão abertos, mas você não ouve nada.” (Isaías 42:19-20)

Essa passagem é uma crítica aos israelitas porque o povo de Israel foi chamado para ser um exemplo de sociedade justa e monoteísta, mas agiu em rebeldia aos mandamentos do Criador. Mas, observe que a imperfeição de Israel não fez com que o Eterno desistisse de considerá-lo como seu servo!

Pelo contrário, veja o que diz o profeta Isaías mais adiante:

“Traga o povo que tem olhos, mas é cego, que tem ouvidos, mas é surdo… “Vocês são minhas testemunhas”, declara o ETERNO, “e meu servo, a quem escolhi, para que vocês saibam e creiam em mim e entendam que eu sou o Senhor. Antes de mim nenhum Senhor se formou, nem haverá algum depois de mim.” (Isaías 43:8-10)

Como o Senhor é maravilhoso! Mesmo com todos os defeitos, Israel continuaria tendo o chamado, e continuaria a ser testemunha dEle!

Isso mostra que não são nossas imperfeições e inabilidades que nos impedem de testemunhar sobre o Criador.

Antes de você pensar que não é nada, que não é bom para falar ou que não tem condições de começar um grupo de estudos no seu lar, lembre-se que Israel foi chamado de cego e surdo quanto às coisas do Senhor.

Lembre-se também que Moisés era fugitivo da justiça e tinha problemas na fala, quando foi chamado para conduzir o povo pra fora do cativeiro. Vide Êxodo capítulos 3 e 4.

São justamente os imperfeitos que são usados pelo Senhor, pois aí fica claro que a obra realizada é dEle. Se Ele escolhesse apenas homens totalmente capacitados, que prova teríamos de que Ele é quem fez com que tudo desse certo?

Portanto, só existe uma coisa errada que você pode fazer: Não tentar nem começar nada por achar que você não teria a capacidade para isso. Porque aí você estaria dizendo que a obra é sua, e não dEle.

Confie no Eterno, vá e faça, e não se deixe vencer pelo medo.