Você está livre das superstições?

0
1788

Superstição é uma praga que parece erva daninha: Nasce em todo lugar!

Quantos católicos você conhece ficam apavorados com a ideia de um filho morrer “pagão” porque não foi batizado a tempo? Quantos judeus você já viu ficarem muito apreensivos de alguma letra apagar no pergaminho da mezuzá, colocada no batente da porta? Quantos evangélicos não sentem a necessidade de dizer “tá amarrado” quando passam na frente de um despacho?

Os exemplos acima são para mostrar que a superstição não escolhe religião. Aliás, também não escolhe raça, ideologia, nem mesmo posição social. E quanto mais simples, mais popular. Quantas pessoas evitam passar debaixo da escada? Afinal, não custa nada dar um passinho e se desviar. Afinal, como dizem os espanhóis: Não creio nas bruxas, mas que elas existem, existem.

O Senhor sabe que a superstição pode ser escravizadora. Quantas pessoas não deixam de fazer coisas importantes por pura superstição? Por isso a Bíblia diz:

“Assim diz o ETERNO: “Não aprendam as práticas das nações nem se assustem com os sinais no céu, embora as nações se assustem com eles. Os costumes religiosos das nações são inúteis: corta-se uma árvore da floresta, um artesão a modela com seu formão; enfeitam-na com prata e ouro, prendendo tudo com martelo e pregos para que não balance. Como um espantalho numa plantação de pepinos, os ídolos são incapazes de falar, e têm que ser transportados porque não conseguem andar. Não tenham medo deles, pois não podem fazer nem mal nem bem.” (Jeremias 10:2-5)

Você não precisa ter medo de uma imagem num despacho. Nem precisa se preocupar se o seu horóscopo diz que o seu dia será terrível. Muito menos ainda deve ter medo de ter feito a oração errada, ou ter saído sem levar sua Bíblia a tira-colo.

Nada disso tem poder sobre você. Cada segundo da sua vida está nas mãos do Altíssimo, Criador dos céus e da terra. E que poder poderia tirar você das mãos dEle?

Repare que a Bíblia não diz: Os costumes religiosos das nações são terríveis, pois abrem portais para demônios! A Bíblia diz que esses costumes são inúteis, incapazes de nos fazer qualquer mal. Pois o Senhor assim o disse.

Quando a superstição não é muito racional, como por exemplo acender a luz e apagar três vezes ao sair de casa, ou quando chega ao ponto de nos paralisar de medo, chamamos isso de TOC: Transtorno Obsessivo Compulsivo.

A maioria das pessoas tem algum sintoma assim. Isso só se torna um problema quando prejudica a vida da pessoa. Nesse caso, recomenda-se uma análise ou psicoterapia para poder aprender a lidar melhor com a questão.

Porém, quando é um caso menor, ou é superstição religiosa mesmo, um pequeno exercício pode ajudar: Se um medo vier à sua mente, faça a seguinte oração:

“Senhor, sei que minha vida está nas tuas mãos e sei que Tu cuidas de mim. Meu coração tem fé em ti, mas minha mente às vezes é tomada por medos que eu não controlo. Ajuda-me e fortalece minha confiança em ti.”

Além disso, procure enfrentar a situação. Se alguém veio te dizer que, segundo seu horóscopo hoje é um dia ruim para comer fora, vá a uma pizzaria, e diga:

“Senhor, vou enfrentar esse medo irracional por meio da fé em ti.”

Como já vimos anteriormente, fé não é ausência de medo. Fé é um exercício de confiar apesar do medo.