Ayrton Senna e o Amor ao Próximo

1
1139

“E amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o ETERNO.” (Levítico 19:18b)

Em 1992, aconteceu uma das cenas mais emocionantes do esporte internacional. Durante os treinos classificatórios para o GP da Bélgica de Fórmula 1, o piloto da equipe Ligier, Erik Comas, se envolveu num grave acidente e perdeu os sentidos.

Comas, desacordado, permaneceu com o pé no acelerador, bombeando combustível – que nesse momento já vazava em seu carro parcialmente destruído. A explosão era questão de minutos, talvez segundos.

Foi quando Ayrton Senna, percebendo a gravidade da situação, parou no meio do treino e correu para o carro do colega. Sua primeira preocupação foi desligar o motor do carro, evitando assim a explosão. Em seguida, prestou primeiros socorros à vítima.

Naquele dia, Senna salvou a vida de Comas. (Você pode ver o vídeo do ocorrido clicando aqui)

Muitas pessoas me perguntam sobre o sentido bíblico do amor ao próximo. Afinal, no hebraico, a palavra amor – ahavá (אהבה) – se refere a atitudes práticas, não a sentimentos. Gosto de dar esse exemplo de Senna como uma forma de ilustrar esse princípio.

Num esporte altamente competitivo em que todos se preocupam com a vitória, outros carros passavam pela Ligier de Comas, totalmente focados na competição.

Mas Ayrton Senna esqueceu completamente da luta pelas primeiras posições. E arriscou sua vida duplamente: Ao sair do carro no meio da pista com carros passando em altíssima velocidade e ao se aproximar de um veículo com risco seríssimo de explosão.

O que faz disso um bom exemplo de amor ao próximo?

É muito fácil fazer o bem quando não temos nada a perder. É muito fácil ser cordial, amoroso ou até bondoso quando isso nos custa muito pouco. Porém, o verdadeiro amor ao próximo se revela quando temos algo a perder.

É muito difícil encontrar pessoas que estejam dispostas a deixar de lado seus benefícios pessoais para, verdadeiramente, se importar com outra vida além da dela própria ou de seus familiares.

Mas esse é o verdadeiro sentido de amar o próximo como a si mesmo. Porque o amor que não é como o amar a si mesmo, não é amor verdadeiro.

Como saber que você ama o próximo de verdade?

É bastante simples: Quando você pensa no próximo da mesma forma que pensaria em você mesmo.

Como você agiria se fosse você naquela situação? Se você agiria de forma diferente, então reveja seus conceitos.

Que o Eterno nos ajude a internalizar o amor ao próximo da maneira como Ele deseja.

Para saber mais sobre como amar o próximo na prática, clique aqui.