O Médico e a Alma

0
1113

“Traga o povo que tem olhos, mas é cego, que tem ouvidos, mas é surdo.” (Isaías 43:8)

Meu avô paterno era conhecido por ser extremamente sábio e ponderado, e era admirado por isso dentro e fora da família.

Ele dizia uma frase interessante: Não vá ao médico sem saber antes o que você tem, porque senão eles inventam um monte de doenças.

Meu avô era sábio. Mas, sendo bem franco, a frase é estúpida. Encoraja as pessoas a taparem o sol com a peneira. E muitos problemas de saúde que são simples quando descobertos e tratados logo no começo podem ser graves se demoramos muito a agir.

A frase não era motivada por ignorância nem burrice, mas por medo. Cada um tem seu calcanhar de Aquiles.

Meu avô teve coragem até de peitar a ditadura militar e se recusar a entregar pessoas inocentes para serem presas, torturadas ou mortas. Mas morria de medo de médico. E teve vários problemas na vida por causa disso.

Na nossa vida espiritual também é assim. Às vezes nós conhecemos as Escrituras, temos entendimento, mas por medo de encarar nossa própria sombra, nosso lado pecaminoso, nós prefirimos fingir que ele não existe.

É como meu avô, que tentava dizer para si mesmo que se ele não ficasse sabendo, então a doença não existiria.

A frase do Senhor no livro de Isaías tem a ver justamente com isso. Não era falta de conhecimento, era falta de vontade de enxergar e de ouvir.

Mas esses são os maiores obstáculos que nos impedem de progredir espiritualmente. Enquanto a gente se recusa a ver os próprios erros e imperfeições, eles ficam impedidos de serem tratados e melhorados.

Se você vive em negação quanto às suas imperfeições, então você é o seu pior inimigo na sua vida espiritual. Vença esse medo, e sua vida se transformará de uma maneira que você nem imagina!