Como saber se o Eterno falou com você – Parte I

0
1240

É muito importante ter conhecimento bíblico, mas em dado momento esse conhecimento precisa se traduzir em algo prático, pois não se vive só de teoria. E, dentro dessas questões práticas, talvez uma das dúvidas mais frequentes seja: Como reconhecer quando o Eterno falou conosco?

Para ajudar nisso, preparei uma pequena série de dois artigos. O primeiro explicará como o Eterno fala conosco. O segundo ajudará você a entender em que circunstâncias Ele fala e como ter certeza de que Ele falou com você.

Quero já, de antemão, dizer que o Eterno fala com você o tempo todo. Porém, nem sempre sabemos reconhecer isso. Por essa razão, vamos entender como Ele fala.

1) De Forma Objetiva
O Eterno fala conosco de formas simples, diretas e objetivas. Pouquíssimas foram as vezes na história em que o Eterno falou acompanhado de grandes sinais sobrenaturais. E, geralmente, isso acontecia quando havia um propósito, como por exemplo para mostrar a todo o povo de Israel que Ele havia escolhido Moisés para revelar seus mandamentos (vide Êxodo 20).

Lembre-se da lição que o Eterno deu ao profeta Elias: “Porém o ETERNO não estava no vento; e depois do vento um terremoto; também o Senhor não estava no terremoto; E depois do terremoto um fogo; porém também o ETERNO não estava no fogo; e depois do fogo uma voz mansa e delicada.” (1 Reis 19:11-12)

Querer ver coisas sobrenaturais é algo que vem do nosso ego e devemos dominar esse sentimento. O Eterno não fala conosco por motivos vãos ou para nutrir nossa vaidade.

2) Sonhos e Visões
Você já teve sonhos com coisas que vieram a acontecer depois? Ou já teve alertas em sonhos quanto a determinadas situações? Esses sonhos premonitórios e advertências são uma das principais maneiras através das quais o Eterno fala conosco.

Na Bíblia Hebraica, é assim que Ele falou aos profetas: “Ouvi agora as minhas palavras; se entre vós houver profeta, eu, o Senhor, em visão a ele me farei conhecer, ou em sonhos falarei com ele.” (Números 12:6)

E as visões? Na cultura semita, sonhos e visões eram praticamente sinônimos (vide, por exemplo Is. 29:7). Às vezes, chama-se visão quando a pessoa está desperta e desfalece. Há pessoas que relatam isso. De todo jeito, o processo é semelhante e o objetivo é a mensagem chegar.

3) Insights das Escrituras
Já aconteceu de você estar lendo a Bíblia Hebraica e, de repente, te “deu um estalo” quanto a uma dada situação? Essa é justamente uma das maneiras através das quais o Eterno fala, a partir da meditação nas Escrituras. E o interessante que às vezes são textos que já lemos várias vezes. Por isso a importância do hábito da meditar nas Escrituras.

Por isso, o salmista diz: “Tenho mais entendimento do que todos os meus mestres, porque os teus testemunhos são a minha meditação.” (Salmo 119:99)

4) Pessoas sábias
O Eterno frequentemente levanta pessoas sábias para nos aconselhar conforme a vontade dEle. E não precisam ser profetas! Até com Moisés, com quem Ele falou face a face, o Eterno levantou seu sogro Jetro para falar através de um sábio conselho (vide Êxodo 18).

Lembre-se: “Inclina o teu ouvido e ouve as palavras dos sábios, e aplica o teu coração ao meu conhecimento.” (Provérbios 22:17)

5) Natureza
O Eterno pode falar conosco através da natureza. É saudável cultivar o hábito de buscar contemplar a natureza e, em silêncio, deixar que o Eterno fale conosco. Especialmente quando estamos de cabeça cheia.

Foi assim que Davi foi inspirado a dizer: “Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite.” (Salmo 19:2-3 [ou 1-2])

6) Pensamentos
O Eterno também fala colocando pensamentos em nossa mente. Os antigos semitas chamavam isso de “falar ao coração”, pois o coração, para eles, era o centro dos pensamentos.

Os filhos de Corá, num salmo, disseram: “a meditação do meu coração será de entendimento.” (Salmo 49:3b)

7) Consciência
Nossa consciência também é uma voz constante do Eterno procurando nos guiar nas veredas da retidão. O que chamamos de “espírito do Eterno” em nós nada mais é do que a sua inclinação para as coisas sublimes e retas, que nem sempre vão na direção das motivações mais egoístas das carne. Por isso é muito perigoso calar a voz da consciência.

Sobre isso, Salomão disse: “O espírito do homem é a lâmpada do ETERNO, a qual esquadrinha todo o mais íntimo do coração.” (Provérbios 20:27)

8) Circunstâncias
Quando não damos ouvido, é comum que o Eterno fale através das circunstâncias. Lembre-se da história do profeta Jonas. Quando ele se recusou a ir a Níneve profetizar, aconteceu o seguinte: “Mas o ETERNO lançou sobre o mar um grande vento, e fez-se no mar uma grande tempestade, de modo que o navio estava a ponto de se despedaçar.” (Jonas 1:4)

É preciso estar, portanto, atento aos sinais que o Eterno coloca adiante de nós.

Adendo: Voz Audível?
Muita gente defende a ideia de que o Eterno fale com as pessoas em voz audível. Porém, eu particularmente não acredito que isso aconteça com frequência.

Porque as Escrituras dizem claramente que isso só aconteceu com Moisés e não acontece com ninguém mais. (vide Números 12:6-8)

Entendo que a razão para isso é simples: Seria muito difícil diferenciar entre a voz do Eterno e uma alucinação auditiva, um fenômeno que embora muitos associem com esquizofrenia, mas que pode acontecer com qualquer pessoa normal em situações de grande estresse ou emoção.

Por essa razão, acredito que isso só aconteça em casos muitíssimo especiais, como o de Moisés. Embora respeite quem pensa diferente, não vejo respaldo bíblico para que isso aconteça sem que contradiga a própria revelação do Eterno.

Conclusão
Nesta primeira parta, vimos como o Eterno pode falar conosco. Esse é o primeiro passo para poder saber quando Ele fala com você, ou mesmo, para entender como podemos buscar ouvir a Sua voz nos momentos mais difíceis.

Na segunda parte, falaremos sobre como reconhecer que uma mensagem veio mesmo do Criador.

Mas, antes disso, lembre-se: É preciso deixar de lado a insegurança quanto à proximidade com o Criador. Leia mais sobre isso neste artigo.

Facebook Comments