Brigando com Deus

3
1963

“Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste? Por que estás tão longe de salvar-me, tão longe dos meus gritos de angústia?” (Salmo 22:1)

Em meio a uma fase bastante difícil, ontem briguei com Deus, literalmente falando.

Sentindo-me totalmente desamparado e no fundo do poço, disse a Ele: Senhor, se Tu não Te importas, eu também não quero saber de mais nada. Estou chutando o balde!

Muita gente acharia que fazer isso é pecado. No entanto, uma das lições mais belas do livro dos Salmos é que o salmista frequentemente fazia isso: Ele brigava com Deus.

Claro, não estou falando aqui de desrespeitar o Criador, nem de tratá-lo de forma que diminua da Sua glória. Mas, falo a respeito da intimidade de relacionamento que permite a sinceridade.

E por falar em sinceridade, sejamos francos: Quem nunca ficou bravo com o Senhor? Nós somos seres humanos, com limitações, e quando a vida nos dá uma rasteira – ou quando ficamos muito tempo sofrendo – é normal sentir desespero.

Se, você se sente assim, por que tentar esconder algo que Ele já sabe?

Devemos buscar o tipo de relacionamento que não tenta ocultar nada do Senhor. Melhor é se colocar diante dEle bravo e em sinceridade do que fingir que nada está acontecendo, para tentar ganhar uma estrelinha de bom menino.

Para minha surpresa, depois de semanas de muita luta e tristeza, minutos depois de dizer ao Senhor que estava bravo e largando tudo de mão, ocorreu um milagre.

Com este trabalho em dificuldade financeira – somadas a dificuldade em minha vida pessoal – esta semana ocorreu algo terrível: Meu micro, com apenas 3 meses de uso e ainda sendo pago, queimou por um acidente com um frasco de álcool. E, como faço vídeos e outros trabalhos pesados, era um equipamento relativamente caro.

Sem possibilidade de adquirir outro – e totalmente exausto por causa dos percalços, pedradas e falta de apoio – disse ao Senhor: Chega! Se não é importante para o Senhor, então eu também não aguento mais!

Minutos depois, um parente me procura e me diz: Vou te dar um micro novo. Pode encomendar o modelo que você precisa, que eu pago.

Meu coração acelerou. O meu micro de três meses de uso – que já tinha substituído outro que dera defeito – não tinha todos os recursos de que eu precisava. E vinha me virando com dificuldade.

No fim, acabei podendo adquirir um micro melhor do que aquele que tinha anteriormente. Um milagre que não resolveu todos os meus problemas e angústias, mas me veio como resposta: Ele cuidará de mim, não importa o que houver.

O Senhor sabe que meu momento de exaspero não foi motivado por rebeldia nem falta de amor a Ele. Ele nos criou assim, com limites, e muitas vezes nós chegamos num ponto em que não aguentamos mais.

No salmo acima, o salmista deixou muito claro que se sentia desamparado pelo Senhor, e que o Senhor não estava perto para salvá-lo. O salmista também tinha chegado em seu limite!

Se isso te acontecer, faça como ele: Seja sincero com o Senhor, exponha sua angústia. Não tente ocultar dEle o que você sente.

Muitas vezes, essa pode ser a chave para a experiência de um novo relacionamento com Ele.

Facebook Comments